Rua Vermelha

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Sab Nov 11, 2017 10:38 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Pequenas e simples casas alegram o lugar, todas elas com grandes paredes coloridas e uma pousada bem no final da rua. Tão barata que até os mais pobres podem ficar nela.

Aos domingos, no período matutino, uma grande feira de rua é aberta nessa rua..
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Qua Dez 06, 2017 7:17 pm

( Isso é um momento importante então vou mudar um pouco a escrita do turno pra me expressar de uma forma mais clara. )

Os tiros foram para mata-la. Eu estava convicto de que este era o certo a se fazer, a final essa coisa rosa é só mais um dos demônios que vieram para acabar com a gente... Não é? Ela me atacou assim como as coisas menores fizeram com as pessoas.

DROGA! Por que eu estou com dúvidas!?....

Ah sim, o cara estranho! Ele está atrás de mim, sinto cheiro de grama molhada, sua presença traz uma imponência amedrontadora. Ele está segurando a arma impedindo que eu atire e parece que fez alguma coisa com as munições que eu disparei... Será mais um da espécie daquela criatura rosada? Por que eu tenho medo? Acho que minhas pernas estão tremendo.


MERDA! Eu ainda estou mirando para o corpo amolentado daquela coisa, mas eu não atiro. Dúvida...

Por que ele está falando assim comigo? Me julgando? Espera, ele sabe da minha origem? Quem é esse cara? O desgraçado fala do meu sangue como um antissemita.
Ele largou a arma. O que? Está sugerindo que eu mate-a. O indivíduo está na minha frente e eu posso finalmente ver o rosto dele, essa cor de pele com adornos metálicos fazem lembrar um residente do oriente médio. É por isso que ele está falando do meu sangue?


PORRA! Eu quero falar, mas minha voz está trancada na garganta. Ele segura a cabeça da minha anterior adversária contra o cano da arma como se quisesse me testar.


Oh... Parceiro? Parece que você tentou me ajudar mas foi impedido por alguém... Rei? Esse cara na minha frente é um dos Reis que eu ouvi falar há quatro anos? Acho que isso faz sentido.
Talvez eu devesse fugir. Esse cara parece forte e ainda tenho energia o suficiente pra tentar nos tirar daqui, mas eu meio que duvido que iremos conseguir. Conversar? Sim! Deve ser a nossa melhor chance já que ele parece esperar algo de mim.
Devagar minha respiração pesada entra em conflito com a voz que forçosamente sai da garganta. Tento transparecer calma, mas falho miseravelmente.


A-assassino!? Essa coisa nem ao menos é humana, além de que tentou nos matar.Foi a coisa mais lógica que eu pude dizer naquele momento. Tomei fôlego mais uma vez e aproveitei para perguntar o que me incomodava.É você que ela mencionou? Está controlando essas coisas? Por que diabos está falando como se tivesse direito de julgar minhas ações?


Última edição por David Kannenberg em Qua Dez 06, 2017 8:44 pm, editado 1 vez(es)

David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por The Chaos em Qua Dez 06, 2017 7:58 pm

Um fumegante e espectral sorriso crescia na face do Avatar. Uma imagem que assemelhava às distorções de um pesadelo. Seria isso a imaginação do espectador, ou a realidade melancólica?
As questões que cresciam e transpareciam em uma reação de aparências confusas no garoto à sua frente divertiam Ele, afinal, este era e sempre fora seu hobby. Não, melhor: a essência de sua vida.

— Sabe, David — disse ele, pondo uma das mãos perto do queixo, balançando-a com o dedo indicador para fora e o resto do punho levemente fechado — Engraçado isso, não? Quero dizer, alguém como você, vítima do maior racismo, outrora nomeado como desumano, — continuava ele, balançando de leve a cabeça da garota com sua enorme mão — acusa alguém da falta de humanidade. Mas, veja! — seu tom cresceu ao final, uma voz rouca indicou a gravidade da situação. Ele, em conjunto à mudança de voz, ergueu a cabeça da garota até o rosto de David. O Mensageiro fez eles ficarem nariz à nariz. A mão que antes brincava, agora estava novamente ao lado do corpo Dele.

— Veja! Há alguma mudança entre vocês?! Que fator fez você chegar nesta conclusão?! Na conclusão de negar a humanidade de alguém?! — Ele continuava a falar, em uma enxurrada de palavras agressivas — Cadê sua empatia?! Não era isso que pregavam naquele tempo? — seu tom voltou a descer, terrível e vagarosamente.

A cabeça dela descia lentamente à posição de antes.

— Suas preocupações me intrigam... Suas perguntas são sem sentido, sem um curso único. Você vai e volta. Por quê, David?

As palavras Dele eram a verdadeira personificação de Hebreus, no capítulo 4, em seu 12º versículo.
avatar
The Chaos

Mensagens : 4
Data de inscrição : 06/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Qua Dez 06, 2017 11:26 pm

Isto é sério? Ele está tentando me dar um sermão histórico? Esse apocalipse deve ser uma grande piada.
Meu anterior medo e preocupação lentamente se transformaram em ego e reflexão conforme o cara negro falava tudo aquilo. Matar aquela criatura pensante talvez me torne um assassino, mas eu não tenho problema nenhum com isso. O que me questiono brevemente é: Ela disse que é livre, então deveria ter a chance de se redimir antes de ser condenada à morte.
Assim que o desgraçado calou a boca, tomei folego novamente para poder falar e dessa vez minhas palavras não estavam cobertas de dúvidas.


Além da falta de sangue e da forma de besta, não tem muito que a diferencie de um humano, então talvez eu me torne sim um assassino. Assim como Moisés, terei uma motivação guiada por Deus.Estava olhando para ele, mas seguidamente virei o rosto para a mulher ferida.Seu erro é pensar que eu mataria ela por julga-la um ser sem humanidade. Eu a mataria porque esse é meu jeito religioso de ser fui atacado; e se eu quero ajudar os inocentes que estão sofrendo no meio dessa guerra, devo fazer o possível para eliminar ameaças como essas. Minhas costas se endireitaram  e olhei para cima, na direção dos olhos daquele homem.Empatia é o que guia minha vida e como prova disso, repensarei meu ato, mas farei o que for necessário.

Não conseguia nem olhar para meu companheiro, tinha medo que aquela grande confusão piorasse ainda mais e tivéssemos que lutar de novo. Me abaixei um pouco, aproximei meu rosto e olhei para a criatura rósea transparecendo o máximo de sinceridade que conseguia naquele momento.

Você me disse que alguém estava te controlando assim como controla todos os outros, mas que agora está livre.Inspirei coragem e joguei todo o perdão que pude naquelas palavras.Como uma mulher livre você deveria ter o direito a uma segunda chance. Se desistir de atacar pessoas inocentes e vier comigo para ajudar a acabar com essa desgraça, pouparei sua vida e deixarei nossa luta no passado. Prove à si mesma que é melhor do que essa coisa que está causando o caos.

_________________
avatar
David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por B A N G em Qua Dez 06, 2017 11:49 pm

"Mas... Que porra... É... Essa?"

Era visível pelos raios solares a parede de vidro separando-o de seu companheiro, não sabia bem como agir perante toda aquela situação, ainda mais depois das palavras do colosso negro à qual questionava David. Não me restava saídas, se aquele era realmente um rei, o homem que lhe prendeu era de fato um escravo.
Não se preocupe, parceiro. Eu irei te salvar desse homem de pele escura!

Gritou a voz robótica enquanto com a única arma que estava em sua mão, já que a outra permanecia com seu mestre, o robô se virou para o que estava logo atrás de si, usando um tiro para acertar no chão e subir de forma tão ágil que acertaria-o em sua barriga.

D20+7+2 acerto
D50+7 dano+3 faces no dado

_________________
avatar
B A N G

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
55/55  (55/55)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Qua Dez 06, 2017 11:49 pm

O membro 'B A N G' realizou a seguinte ação: Rezem


#1 '20' : 6

--------------------------------

#2 '50' : 20
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Erick Fraga em Qui Dez 07, 2017 12:05 am

As palavras de seu rei eram como melodias de bardos, histórias que nunca se cansava de ouvir. O som de um rio ou de pássaros, nunca escondeu que era completamente apaixonado pelo seu rei, não apenas pelo que ele fez mas pelo o que ele faz constantemente pelo mundo. Os olhos verdes brilhavam enquanto encaravam aquele homem. As palavras do Judeu eram tolas, fazias, rasas. Nada comparado a grande mente de seu rei.
Hm? — Iria ajuda-lo? Tolo, nunca sairia daquele lugar. Os olhos verdes perderam o brilho. Não precisou nem levantar um dedo, os seus olhos eram o necessário para que o tiro antes de se erguer, seja "guardado" em uma espécie de bolha de vidro que controlou a explosão. 
Meu rei... Peço que permita-me matar este tolo que pensa ser capaz de olhar para ti, respirar seu ar ou atacar-me em sua presença. — Abaixava a cabeça antes de falar, demonstrava respeito e até mesmo medo perante aquele homem, não moveu 1 músculo ao menos, sem a resposta do negro.
avatar
Erick Fraga

Mensagens : 2
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
220/220  (220/220)
Mana Points:
3600/3600  (3600/3600)
Guard Points:
30/30  (30/30)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ???! em Qui Dez 07, 2017 12:15 am

Desde a chegada daquele homem, ela ficou paralisada, completamente atordoada com a presença dele, seus lábios sequer se fecharam e isso fazia com que fios do líquido ectoplasmático escorressem em fios pelos cantos dos lábios que em seu centro estavam se secando pela respiração quente e o ar frio que invadia o interior de seu corpo. Os olhos não tinham reação nem para piscar, começando a ficarem vermelhos encarando aquele homem que lhe tocava.

As palavras de David surgiam a única reação que ela poderia ter. — Me mata, por favor, me mata, não deixe ele me levar. — Dizia apavorada, completamente amedrontada com aquela presença, implorava? Suplicava? Ela praticamente se tornava devota de David para receber um tiro na testa.
avatar
???!

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/12/2017

ficha
Health Points:
400/400  (400/400)
Mana Points:
1000/1000  (1000/1000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por The Chaos em Qui Dez 07, 2017 2:23 am

O Caos sentia a mudança. Do presságio haveria de ocorrer a Revelação.

Ele sentia o senso de justiça de David e, por este motivo, ergueu a cabeça dela novamente. Isso forçou a garota a ficar de joelhos. Desta forma, o homem de enorme estatura encarava de cima o pequeno homem.

Leves declives eram criado nos cabelos da garota pelas pontas dos dedos do Negro. Isso demonstrava a força que era criada na cabeça dela. Dava a sensação à David que se o tiro não fosse dado, a abóbora iria ser esmagada.

— A segunda chance que você tanto almeja está dada. Esperarei pacientemente sua decisão — e então John tentava manifestar um ataque que logo era negado pelo seu invocador — Isso vale para você também, John. Estamos terminando nossa conversa, tenha paciência — ao mesmo tempo, em resposta ao seu invocador, apenas levantou a mão aberta. A paciência que ele iria ter estava sendo exigida para todos.

— Não tenha pressa, David. Sinceramente, odiaria ver você preso pelos grilhões da consequência.
avatar
The Chaos

Mensagens : 4
Data de inscrição : 06/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Qui Dez 07, 2017 11:30 pm

"Ela está desesperada; redenção e mudança são motivos de temor para quem já perdeu as esperanças. Esse gigante negro age com sensatez apesar do complexo de Deus; faz sentido pela imponência transmitida por ele, mas será dele que ela está falando?." Foram meus pensamentos logo antes de ouvir a voz e o disparo do pistoleiro. Naquele momento quase me desesperei de novo já que um ataque poderia desencadear mais uma batalha inviável e inútil.
Tomei fôlego e falei em alto e bom som:


Ta tudo bem, me deixa resolver isso!

Foi um pedido sincero, mesmo que durante a fala não me virasse pra trás já que meus olhos estavam fixos nos da mulher que suplicava pela morte. No reflexo daquele olhar sem fé e nas palavras eu pude ver que, assim como havia sido dito, estava cheio de traços de humanidade, contudo eu não fraquejaria agora.
Minha mão armada subiu até a altura da têmpora dela apontando para sua cabeça numa posição transversal.


No fim das contas um ser livre também pode escolher desistir. Meu semblante permanecia sério, tanto que algumas rugas da idade ficavam claramente salientes no cenho e no canto dos olhos.Farei como você decidiu, espero que se arrependa dos pecados cometidos enquanto usufruiu do livre arbítrio e tenha o perdão. Prometo que vou procurar a pessoa que você falou e farei o possível pra acabar com tudo isso.

O seguimento das palavras foi o implacável som da pistola cujo tiro atravessou o cranio de ponta a ponta na diagonal sem atingir a mão daquele que a segurava, dando, provavelmente, uma morte indolor. Meus ouvidos zuniram por alguns segundos graças a distância que nosso rostos estavam; encarei-a até que suas atividades vitais parassem por completo para ter certeza que nunca me esqueceria do momento em que me tornei um assassino.
Enchi os pulmões com o ar poluído pela destruição da rua vermelha e me pus com as costas endireitadas novamente para olhar no rosto do homem que agora poderia ser mais um inimigo. Baixei a arma ao lado do corpo.


"A justiça guarda ao que é de caminho certo, mas a impiedade transtornará o pecador." — Talvez o ouvinte reconhecesse aquilo já que recitei Provérbios 13;6 — Ainda não sei quem é você, mas sou grato pela sua aparição. Acabar com a vida dela sem uma segunda chance teria me amargurado por longos anos.

Apesar de não concordar com tudo que ele disse e fez, coloquei o máximo de gratidão nas minhas palavras.

_________________
avatar
David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por B A N G em Sex Dez 08, 2017 1:13 am

A defesa inimiga fez muito mais do que levar a voz robótica a quase rosnar de raiva, estava odiando tudo aquilo, queria apenas descansar. De fato a presença daquele homem de pele escura não era bem vinda tanto por si, tanto por seu parceiro. David estava sendo questionado sobre suas ações? Ela não era humana.
Parceiro...

Sussurrou após ele dizer para deixar ele resolver. Sentia-se inutilizado ao ponto de não responde-lo, apenas abaixou a cabeça e ficou em forma de uma armadura sem vida, esperando a resolução do problema. E isso se deu ao barulho da arma, um barulho que sempre esteve acostumado a ouvir. Esperou então a resposta do negro.

_________________
avatar
B A N G

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
55/55  (55/55)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por The Chaos em Sex Dez 08, 2017 1:36 am

— O demônio não é tão negro quanto se pinta, David — disse Ele ao estouro da pistola. O zunido que deu no ouvido do judeu acabou por se misturar na frase, lembrando a ele as imagens distorcidas de sorrisos não feitos.

O negro rosto estava com uma leve pontada no canto direito. Isso geraria discussões: o que ele realmente queria? Qual era o motivo dele? Assassinar? Perdoar? O que era para ter feito?
Ele se contentava em saber destas possíveis questões, pois, um axioma é a incerteza das ações. E, com certeza, as ações daquele negro eram, ironicamente, incertas. Ele era incerto.

— Desfaça a barreira, Erick — disse esse que se virava na direção da barreira. Ele arrastava o corpo sem vida ainda pelo crânio. Contudo, desta vez, era possível ouvir pequenos estralos do crânio se partindo lentamente.
Passando pela barreira, o crânio dela explodiu em uma miríade de estalos horripilantes.

— Só para constar, meu amigo — enfatizava ele, tentando provocar na cabeça dele mais uma reação de questões. A questão principal não estava longe de ser percebida, afinal, ele havia feito uma ação que puxava o fio de Ariadne.

Eles haviam assassinado: um humano e uma inocência. Amigos seriam pela empatia. O sangue enegrecia no corpo de David, assim, ele sabia.
Contudo, ele não continuou a frase, mas só a andar, largando o corpo com o crânio partido em tantos pedaços que eram totalmente cobertos pelo sangue e cérebro que se espalhava como um macarrão recém posto na água.
Ele chegou ao lado de John, pôs a mão em seu ombro e disse, apenas para ele:

— Parece mais sensato agora, John. Toda esta mudança por uma cela e livros de advocacia? Isso é impressionante! — seu tom aumentou ao final, David foi capaz apenas de ouvir essa parte.
Ao fim, continuou a andar, deslizando a mão levemente até cair ao lado de seu corpo, criando um balanço de pêndulo.

— "O que acha a sua vida, perdê-la-á; mas o que perde a sua vida por minha causa, achá-la-á"... — citou ele Matheus 10:39 — Eu não iria matá-la, você a matou com suas próprias mãos. Espero que entenda a maldição que recairá na sua inocência de agora em diante.
Os músculos das suas costas provavam que aquilo era dito por ele, apesar da voz estar levemente diferente. Seu tom de escárnio era capaz de irritar o santo mais são.


Por fim, uma fenda abriu-se a sua frente e de Erick. Ela mostrava um escuro tão negro que a mente humana era desqualificada a entender. Eles esqueceriam daquela cor, ou melhor, falta de cor em instantes; mas se lembrariam das fendas que suas palavras deixaram.
avatar
The Chaos

Mensagens : 4
Data de inscrição : 06/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sex Dez 08, 2017 3:51 am

O que és um barco se não sua madeira? O que és uma vestimenta se não seus fios? A junção e colaboração da quantidade para unidade é o que fortalece, emendando-se um ao outro, contribuindo para algo maior e útil. A observadora não fazia barulho, não almejava incomodar ou alterar a escolha do, julgado, judeu. Está viva a muito tempo, e em muitos anos foi muitas coisas. Aprendeu a guerrear, mas aprendeu a se silenciar. E silenciosa permaneceu dentro de uma loja que estava escura.
Os olhos castanhos não chamavam atenção, os cabelos presos em um rabo de cavalo amarelo, com tranças de um lado até chegar em queda livre onde estava fixo o eixo do penteado. A mulher se coloca de pé ao que ambos estavam saindo, suas vestimentas não passavam de um vestido azulado, o tom do oceano em sua eterna calmaria; seus ombros escondiam-se, envergonhados, em baixo da pele de um lobo cinza que ainda tinha sua cabeça morta para o lado, próximo aos seios da mulher. Sua pele, branca, não tão alva como aqueles que não se expõe ao sol, porém não demonstrava ser escrava ou fazendeira. 



Com as palavras de Sniper, você se dobra em pensamentos, não passa de um barco vazio em meio a tempestade. — Caminhava para fora da loja que estava sem o vidro central, pisando em cacos com sua sandália negra sem detalhes. Seu andar era tranquilo, mas para completar e dar uma forma figurativa para a frase ela abriu os braços, cambaleando como se fosse cair. — Pode ser que vire e afunde, pode ser que chegue à costa e consiga marinheiros. Tudo depende de qual madeira este barco é feito.

Abaixou os braços, voltando a caminhar normal. Haviam detalhes, que agora, mais próximos, ele conseguiria ver. A pele da mulher estava marcada com manchas azuladas, runas. Seus braços, parte das pernas que ficavam a mostra no vestido com abertura lateral da cintura pra baixo, não era colado ao ponto de marcar o corpo e sim solto, ficando colado no corpo apenas a parte de sua cintura onde estava uma espécie de cinto negro como a sandália. 

Não perca seu tempo olhando para trás, David. Você nunca irá para trás. — A falta de expressões pode ser desconfortável para os desacostumados, pode ser discutível para os mais experientes em leitura corporal. Mas uma coisa era nítido. Estava mais perto dele do que ele um dia estaria dela, esta era a sensação que ele poderia sentir. Ergueu a destra em direção à cintura, oferecendo a mão para que ele toque-a.



Eu queria ver como essa cena acabaria. Sniper... Tríade, não se movimenta de forma errônea, com certeza seu ato trará consequências. Não hoje, não amanhã. Um dia Sniper cobrará o preço pela vida deste ser.
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por B A N G em Sex Dez 08, 2017 4:14 am

Próximo o suficiente para perceber que a muralha foi retirada no momento em que o negro mandou, ao vê-los saindo o homem não tardou para retirar sua mascará, estava cansado, exausto para ser sincero. Era possível notar pelo canto dos lábios sangue já seco e sangue ainda escorrendo por causa dos impactos que aconteceram.

Mas que desgraça!

Gritou ao perceber a voz inimiga, sua raiva era tão grande que jogou o capacete no chão, seguindo caminhando em direção a David para pegar sua arma de volta. Estava enfurecido, na verdade estava totalmente puto com aquilo tudo. Havia sido invocado em um momento de guerra, a batalha lhe causou mais dano do que pretendia, foi parado por um escravo fiel ao ponto de não me matar por simplesmente não ter a ordem e agora uma mulher que poderia ter ajudado estava ali, prestes a tocar em meu parceiro.

Madame, eu vou pedir pra você se afastar.

Disse após ela erguer a mão para David, o homem colocou-se na frente do seu mestre para ficar entre ambos, temendo ela ser um inimigo ou algo do tipo. Estava com a respiração ofegante, completamente cansado, David também deveria estar já que a luta durou um dia inteiro e ele estava sem comer nada.

Parceiro, vamos sair daqui. Você precisa descansar.

Disse por cima do ombro, esperando que a mulher não se aproxime mais do que já estava.
Representação na hora do "desgraça":

_________________
avatar
B A N G

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
55/55  (55/55)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Sex Dez 08, 2017 1:22 pm

(Voltando pra 3ª pessoa.)

Enquanto o homem ia embora, David podia apenas olhar para o corpo sem vida e em pedaços da mulher que, assim como fora dito, estava morta por uma escolha vinda dele. Permanecia em pé, a altura de 1,95 metros era diminuída pela relativa impotência diante da situação que parecia ter sido premeditada; seu semblante estava, no mínimo, tenso e reflexivo ainda. Aquela que chegava poderia ver mais claramente as feridas ocasionadas pré e pós batalha, tais quais: o ombro direito inchado pelo atropelamento e as marcas de espinhos no braço que foram cobertas por sangue coagulado.
Sua roupa anteriormente fedida a peixe do trabalho no festival, estava arruinada com furos, sangue, rasgos e líquido ectoplasmático expelido pela "mulher", além do cheiro de morte que o perseguiria a partir deste dia.


É correto dizer que eu provavelmente vou me acostumar com isso? Foi dito após ter lhe sido sugestionado não olhar para os atos passados. Em seguida virou o corpo para ficar de frente com a que vinha em sua direção.Ações passageiras devem ser esquecidas, mas a morte deve ficar na memória daqueles que a causaram.

Não queria ser entendido errado, mas seus ideais o mandariam matar mais mil inimigos se fosse o necessário para acabar com aquela guerra. Obviamente não fazia ideia de quem era a recém chegada, mas a neutralidade em sua expressão estava longe de ser intimidadora, então não parecia motivo para se preocupar. Além de que pela forma de falar, tinha informações sobre os que acabaram de sair.
Assim que o pistoleiro tomou sua vanguarda entre ambos, o amorenado afagou-lhe o ombro como se quisesse chamar sua atenção.


Você está certo, estou cansado... Mas percebe como fomos subjugados por aqueles dois, parceiro? O cara que te segurou chamou o outro de Rei; no fim das contas estamos mais na merda do que parece.  

Durante a fala, o pistoleiro foi puxado de leve para que o outro pudesse ver seu rosto sem capacete. David não comentou nada naquele momento, mas na sua cabeça apareceram vários pontos de interrogação já que imaginava que seu amigo era um robô parecido com os do filme "Exterminador do futuro".

Talvez devêssemos ouvi-la antes de sair daqui.

No fim das contas, era sabido que aquela de cabeleira áurea não tinha obrigação de os ajudar durante o embate, então não foi julgada.

_________________
avatar
David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sex Dez 08, 2017 10:46 pm

Era completamente acostumada a ser julgada por ser uma mulher guerreira, muitos do futuro que estava vivendo jamais conseguiriam sonhar em ver uma mulher no campo de batalha, principalmente da forma que ela era. No momento em que o chamado John, se colocava presente. A guerreira não abaixou a cabeça ou se amedrontou perante aquele homem que fedia por causa da batalha anterior, ela viu o que ele poderia fazer e ainda mais, viu a forma que ele atacava.

Retire seu cão de minha frente ou serei obrigada a tomar isso como iniciativa de batalha. — Seu corpo almejava tanto uma batalha, que a respiração começava a se intensificar como se estivesse cada vez mais afim de entrar em seu modo de fúria, mordiscou o lábio inferior tentando conter a raiva, fechou os punhos, de ambas as mãos. Olhou-o de cima a baixo, se não fosse a expressão repuxada de raiva e ódio, poderiam confundir com alguma expressão carnal.

Espero que entenda meu pedido, David. Eu quero conversar em um lugar particular. Acredite ou não, enfrentei muitos inimigos hoje. — Não pensou que ele poderia pensar, após a ameaça, que ela queria mata-lo. Muito menos pensou que ele levaria aquela ameaça a sério de fato, porém o olhar se voltou para o homem atrás do recém revelado. Esperava uma resposta, esperava a resposta para o que ela queria ouvir.

Nada mais desejo além de aliados para derrotar a tirana Tríade. 
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por B A N G em Sex Dez 08, 2017 10:52 pm

Mais uma vez, teve o gosto de apenas batalhar e matar ou morrer para aquela estranha contrariado por seu mestre, este que parecia querer ouvir as palavras daquela mulher. Afastou o corpo, puxando o catarro que se prendia em sua garganta lançando-o ao chão em um cuspi tão forte que estalou quando encostou no asfalto. 
Ora, por que não convidamos os índios para nossas terras?

 Se aproximou do carro próximo onde a garota foi morta, sentando em cima do capo, ignorou o líquido que provavelmente mancharia suas roupas, queria apenas descansar de algum modo.

_________________
avatar
B A N G

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
55/55  (55/55)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Sab Dez 09, 2017 12:17 am

Passar por aqueles foi uma tarefa simples: Uma simples atitude rápida e eficiente era o suficiente para passar daquelas pragas que continuavam a aparecer em seu caminho. Mas aparentemente . . . Acabava chegando justamente quando toda a briga ja havia terminado: A unica coisa que acabou fazendo por fim era soltar um breve suspiro de decepção.


- Parece que nós demoramos muito mais do que o normal, Priscilla, mas pelo menos eles estão .... É, não diria na melhor das condições. - Afirmava enquanto observava o servo e seu mestre que, ao que aparentavam, precisaram lutar muito para sairem dali inteiros.- Talvez esse não seja o melhor lugar para nos apresentarmos, meus caros suditos . . . Mas fico feliz por vocês ainda continuarem inteiros.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Priscila S. Lincoln em Sab Dez 09, 2017 12:24 am

Estava suada de cansaço, aquele poder, principalmente de locomoção era uma das coisas mais difíceis que aprendeu quando estava na presença de seu pai. Respirou fundo enquanto se apoiava no cetro negro que segurava seu peso. — Foi por pouco. Mas sinto que ela não nos deixará por muito tempo.
Comentou para o servo enquanto reparava a presença dos demais ali, o clima estava tenso, então preferiu não falar nada para eles. Sabia no que aquela cena iria terminar.
avatar
Priscila S. Lincoln

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
1000/2100  (1000/2100)
Guard Points:
35/35  (35/35)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Sab Dez 09, 2017 12:26 am

A dor e exaustão estavam tomando conta de seu corpo, a cabeça latejava e os olhos se avermelhavam mais e mais conforme ficavam abertos. Não pretendia simplesmente dispensar ajuda mesmo que fosse de uma mulher, então daria a chance de formarem uma amizade, mas isso exigiria confiança de ambos os lados, confiança que não se conquista apenas com aperto de mãos e sorrisos.
Referir-se ao pistoleiro daquela forma não foi um bom começo para amizade e David deixou bem claro o desgosto no seu olhar de desaprovação com o desdém dela.


Respira fundo parceiro, os índios também podem ter boas ideias. Falou para o homem que caminhava na direção do carro. Em seguida virou-se novamente para a que lhe questionava. Eu adoraria que nos juntássemos pra acabar com qualquer coisa tirana, mas para que façamos isso espero no mínimo humildade. Não rebaixe alguém que derrama sangue por mim.

Foram breves palavras antes de ir ao ponto da discussão de verdade. Apesar do cansaço, o homem era implacável e se esforçava para não demonstrar fraqueza, fosse nas palavras ou na linguagem corporal.

Se você lutou tanto como acaba de dizer então provavelmente está tão cansada quanto a gente, por isso sugiro que descansemos antes de decidir o que fazer. Minha casa não é longe daqui e não me importo em dar-lhe abrigo e comida, desde que me diga quem tu realmente é e de onde veio.

Talvez pela religiosidade, pela honra ou pela bondade, mas não era da índole daquele que vos fala, deixar alguém a mercê da sorte em uma situação como aquela, mas também não era idiota para deixar de notar as vestes primitivas que com certeza caracterizavam um servo. Esperava que ela dissesse o nome real e o ano que fizera suas façanhas.

(Caso vá dizer, pode sussurrar e me mandar no discord o que ela disse.)

_________________
avatar
David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 12:44 am

O cão aparentemente havia se ofendido, não ligaria para os latidos de um cachorro raivoso. Seu olhar de tédio e amargura permaneceu em David até notar outra presença, outros seres, este cuja a ideologia fazia-o acreditar ser superior de alguma forma, referindo-se a estes presentes como "súditos". Prova de lealdade? Era isso que David almejava. Era isso que David teria. A mulher encarou o recém chegado pelo canto dos olhos, enquanto se referia a David ainda.
Vejo que estais cansado. Eu descansei assistindo a luta de vocês dois. Permita-me mostrar humildade, desculpando-me com seu servo lutando por vocês. Eu enfrentarei ambos que chegaram, vão. Descansem. Eu os acharei onde estiverem se permanecer de pé após esta peleja.  — Virou o corpo em direção ao recém chegado, retirando então a pele que cobria seus ombros que demonstravam estarem nus com tatuagens percorrendo seu corpo inteiro. A mulher movimentando uma mão fazia uma espada longa se formar, longa o suficiente para ser medida por 2 metros de altura e 1 de largura. Ela parecia manuseá-la sem problema algum.

Súdito? Eu odeio que me chamem assim. Você despertou o inferno que eu aprisiono em minha mente. — Preparou-se para a batalha, afastando os pés, cravando a espada grossa no chão, cortando parte do asfalto, esperando o oponente ter a primeira ação.

David, saia daqui. Eu direi para você quem sou quando estivermos sozinhos. 
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por B A N G em Sab Dez 09, 2017 12:51 am

Aquela mulher realmente despertava o interesse do pistoleiro, mesmo sem deixar demonstrar suas emoções ele permanecia de olho nela, e não apenas em suas curvas como em sua posição perante tudo aquilo. A presença dos segundos inimigos talvez fosse clara. Estava irritado, depois de um negro, um transformer rosa peludo e um mestre bizarro com parede de vidro, a reação antes mesmo da mulher pedir para o mestre se retirar, foi única.
Ah não. Dane-se.

Correu em direção ao mestre, como corria em direção ao gado antigamente, colocando-o em seu ombro, deitado com a cabeça para as costas do pistoleiro enquanto corria de forma desenfreada e louca.
DA-NE-SE!

flw>?

_________________
avatar
B A N G

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
55/55  (55/55)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por David Kannenberg em Sab Dez 09, 2017 1:05 am

Um dia atrás todos estavam caídos no chão como se estivessem mortos e o único vivo parecia ser o judeu, entretanto a situação figurava-se diferente agora que saía gente conversadora de todos os quatro cantos da rua vermelha.
Como um zumbi lutador, o homem se virou com os punhos erguidos para o casal recém chegado. Seus sentidos menos aguçados pelo sono não o impediram de ouvir "súditos" vindo da boca do loiro com cara de playboy.

Que apocalipse é esse? O pré-requisito para sobreviver é ser desumil--

Sua fala foi interrompida pelo pistoleiro que parecia ter lhe aplicado um "tackle" de futebol americano e carregado-o dali. Não sobrava vigor para contestar aquela ação.

_________________
avatar
David Kannenberg

Mensagens : 26
Data de inscrição : 26/11/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
900/900  (900/900)
Guard Points:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Sab Dez 09, 2017 1:36 am

- Primeiro você deve se recuperar um pouco e se preparar para a próxima batalha que está por vir. Os demônios daqui não são nossa unica preocu- . . .


Acabou sendo interrompido por uma estranha brutamontes da qual sequer sabia o que diabos estava fazendo naquele momento: Lutaria contra ambos que chegaram ? Então ela realmente havia o confundido com um dos demônios que ameaçava os seus domínios ? Era diversas perguntas das quais não conseguia imaginar como que diabos acabou terminando em uma situação daquelas. Por fim, ao ver que o outro servo acabou carregando o homem que era dito como o seu mestre para um lugar seguro, o ar do rapaz mudou aos poucos . . . Era evidente que tentava controlar o seu humor e sua loucura ao máximo, mas certamente o que ela jamanta havia dito o deixou ainda mais irritado que o habitual.


- Tem razão . . . Você não é uma súdita, e muito menos uma nobre da minha mais perfeita Realeza neste momento . . . É uma reles camponesa que sequer sabe criar uma verdadeira revolução de forma apropriada: Um animal selvagem brandindo uma Espada, é o termo mais correto.  Um verdadeiro líder sabe a hora de travar as suas batalhas, mas tudo que você faz é agir por um impulso ridículo . . . Hm . . . Seria só mais uma Louca no fim das contas ? Por isso lhe darei duas escolhas: Uma delas é abaixar sua arma e me contar o que há de humildade nesta sua atitude e pelo que você luta neste momento . . . Ou seguirmos adiante com esse mal entendido conforme você deseja. A Escolha é sua.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 2:11 am

"Selvagem" este era o termo errado, no tempo errado, na hora errada e para a pessoa errada. Se alguma descrição fosse possível ser feita para toda aquela atitude do homem loiro, a descrição seria "errada". O adjetivo perfeito para descrever não apenas a forma como ele agia e pensava, mas também a forma que ele parecia tratar as pessoas. A dama escudeira estava já praticamente livre das roupas que lhe prendiam, estando apenas com o vestido, no momento estava jogando os tamancos para os lados.

Ela não dignou-se a responder aquilo, duas alternativas? Não, ela tinha apenas uma, a guerra e o sangue de seu inimigo ou seu próprio sangue. Aquela guerra era a resposta. E como um trovão, digno de ser comparado ao tilintar da bigorna de Thor, a mulher retirou a gigante espada do chão, partindo em linha reta em direção ao inimigo, o corte era sentido vertical. A guerreira empunhava aquela arma para trás e não para frente, usando apenas uma mão enquanto a outra se movimentava, jogando o corpo para frente afim de colocar ainda mais pressão no golpe que, em sua potência comum, era capaz não só de cortar o inimigo, osso após osso, rasgando o tecido de sua pele e cortando as veias e músculos. Era capaz de criar um pequeno buraco com a pressão no asfalto.
D20+17 acerto
D20+26 dano
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Sab Dez 09, 2017 2:11 am

O membro 'Shield Maiden' realizou a seguinte ação: Rezem


'20' : 10, 15
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Sab Dez 09, 2017 6:52 am

Antes mesmo que pudesse visualizar o que estava ocorrendo naquele momento, a unica coisa que o Imperador pode visualizar de ultima hora foi um ataque do qual poderia o classificar como brutal em sua pessoa: Sua unica ação, naquele momento, foi utilizar as ombreiras de sua armadura como um breve suporte para poder resistir a aquela pancada . . . Apesar de que o resultado não lhe foi muito agradável ao sentir a lamina penetrando em sua carne da maneira mais selvagem possível. É como se aquela jamanta realmente o quisesse dilacerar ali mesmo: E obviamente, visto que sua negociação finalmente havia chegado ao fim . . .  Só lhe restava enfrentar aquela barbara que  continuava a agir por seus impulsos doentios e insanos.


- Pois bem então, cadela desgraçada . . . ESSA FOI SUA ESCOLHA ! VOU CRAVAR A SUA CABEÇA EM UMA ESTACA PARA QUE SIRVA DE AVISO AOS DEMÔNIOS.


A carne do louro começava a se deteriorar aos poucos, era quase como ele estivesse apodrecendo de dentro para fora  e diversos restos abandonados da natureza começavam a se moldar no corpo daquele homem: Ossos, carne apodrecida . . . Tudo de podre que havia naquele solo, naquele momento, começava a fundir a essência daquele tirano o transformando de homem . . . Para uma figura bestial esquelética com aproximadamente dois metros e meio de altura que estava empunhando um cetro da realeza como sua principal arma.


- GWAHAHAHAHAHAHAHAHA ! ESTA SENSAÇÃO . . . TODOS ESSES MORTOS DESTE SOLO . . . TUDO ME PERTENCE . . . .



Gastos e Ganhos:
BIL -1860 de Mana
- 5 de MAG
- 5 de SOR
+4 de FOR
+4 de AGI
+2 de VIT
+100 de HP e HP total.
+70 de GP

-24 de HP ( 41 do dano dela - 17 de block comum )

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 6:53 pm

A figura feminina estava completamente insana por conta daquilo tudo. Seus olhos tremiam, era visível a olho nu as orbes oculares tremendo enquanto se movimentavam em nistagmo, segundos com os olhos não sabendo onde encarar, qual daquelas figuras encarar, até voltarem para onde estava o rosto do inimigo em questão. —OOOODIIIINN!!! — Brandou com a espada cravada no inimigo, o sangue manchou seu rosto e olhos, estes que não pareciam se incomodar; a língua se movimentou em direção ao sangue próximo aos lábios, provando-o com certo deleite. 

Forçou a espada para cima, puxando-a do inimigo para novamente usar o mesmo golpe, querendo de fato parti-lo ao meio de qualquer maneira, a figura, as palavras, o medo que ele implantava em sua mente não eram realmente efetivos. Enfrentou milhões de pessoas e derrotou todas elas em nome do seu deus, em nome do deus da guerra e seu verdadeiro pai.

(Custo: ¾)
D20+8+2 acerto
D20+52 
(20 dano fixo)

Conseguindo adentrar ainda mais a pele dele ou não, usando a espada como apoio, equilibrou o corpo em cima de seu cabo, segurando com apenas um braço, suficiente equilíbrio e força no momento em que girar o corpo foi o ato mais fácil, fácil o suficiente para que com o calcanhar esquerdo tente acertar o rosto inimigo, mandando-o ao chão.
(Custo: ¼)
Acerto: Acerto do primeiro ataque /2
Dano: D10 +13


Última edição por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 7:05 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Sab Dez 09, 2017 6:53 pm

O membro 'Shield Maiden' realizou a seguinte ação: Rezem


#1 '20' : 19, 14

--------------------------------

#2 '10' : 3
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Priscila S. Lincoln em Sab Dez 09, 2017 7:31 pm

"Ela não se moveu como antes"

Pensou arregalando os olhos notando que o sangue de seu servo começava a verter não apenas no rosto da mulher, mas em seu rosto também, Priscila não era do tipo que tinha nojo de sangue, porém preferia se matar do que deixar o imperador daquela terra cair perante a espada inimiga.


Para, espera! **** — Gritou o nome, não da classe, não da mulher, mas o único nome que pensou ser capaz de para-la. O cajado bateu no chão apenas uma vez, tentando fazer tudo aquilo parar, mas em vão. 

"Não posso deixa-lo, mesmo conhecendo sua situação... Ela é útil para nós, eu já vi ela, ela já me salvou..."
avatar
Priscila S. Lincoln

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
1000/2100  (1000/2100)
Guard Points:
35/35  (35/35)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Sab Dez 09, 2017 8:19 pm

Talvez a sua sanidade ainda não estivesse funcionando corretamente naquela forma ou foi por um momento único de distração: Mas o golpe que havia recebido naquele momento acabou sendo algo muito diferente do que foi anteriormente: Aquela força monstruosa . . . Não havia limites ? Ela certamente tentaria um segundo ataque, mas o impacto do primeiro golpe que ela havia desferido acabou sendo forte o suficiente para o atirar dentro de uma loja de distribuição de água potável que havia naquela cidade. Com metade de seu cranio partido ao meio, a dor que sentia naquele instante era extremamente insuportável até mesmo naquela forma . . . Apesar de que sentia o liquido escorrer por seu corpo e aproveitou o momento para ingeri-lo enquanto se levantava aos poucos.


'' O que está fazendo aqui ainda Priscilla ? Saia logo daqui que uma animal sem classe destas não tem mais como conversar ou convencer a parar.'' - A alertava atraves de contato mental, pois sabia que teria o dia do amanhã para se vingar daquela bruta da pior maneira que conseguia orquestrar naquele momento.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 8:28 pm

Jogar o inimigo para longe e não acertar o segundo golpe enlouqueceu-me, eu sentia meu coração bater dentro de meu peito, meu sangue correr por todo meu corpo e de forma excessiva ele jorrar por algumas veias de meu braço, manchando minhas roupas e o chão do lugar. Meu corpo se movia no ritmo acelerado de meu coração. Trinquei os dentes para correr em direção onde ele havia sido jogado, mas paralisei, sim, eu paralisei o corpo que lentamente não parecia demonstrar vida. Os cabelos loiros esconderam meu rosto em uma sombra estranha.

****? — Repeti com o resto de sanidade em minha mente. — ****???? — Questionei mais alto. Minhas mãos aqueciam o punhal da espada que parecia começar a fazer barulho de rachaduras com tamanha força que era depositada ali.

O que você quer??? Quem é você? Como conhece ****?? — Virei o rosto para a mulher, jogando o corpo para frente, em um salto, pousando frente à ela. Peitando-a cara a cara. Era mais alta do que ela, então tinha que abaixar o corpo e o olhar, o ranger de meus dentes era nítido junto ao rosnado comparado de uma fera enfurecida. 
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Priscila S. Lincoln em Sab Dez 09, 2017 8:53 pm

Tríade! — Disse em tom alto, não sabia como lidar com aquela aproximação, então manteve a postura de sempre, sem o tom arrogante perante aquela feroz mulher. Olhava-a de cima a baixo enquanto respirava fundo para continuar. — Nós estamos atrás da Tríade. Estávamos querendo recrutar a dupla que estava aqui, mas... Vocês já são aliados?
Não queria colocar a culpa nela, sabia os efeitos de ser culpada, então terminava com uma pergunta. — Aquele é meu servo, ele é da classe Rider! Chama-lá de súdita não foi uma ofensa, na verdade, apenas as grandes pessoas puderam ser chamadas de súditas por ele. Ele te elogiou por reconhecer seu poder. — A verdade era que não sabia como ela iria reagir à tudo aquilo. Porém, uma vez que ela parou de atacar, conseguia voltar para antes sem nenhum problema. Mas queria conhecer essa nova linha em que se meteu.
avatar
Priscila S. Lincoln

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
1000/2100  (1000/2100)
Guard Points:
35/35  (35/35)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Sab Dez 09, 2017 9:09 pm

O imperador não desfocava em nenhum momento os olhos daquela brutamontes: Estava em uma situação extremamente delicada, pois uma coisa era ele suportar os ataques daquela besta . . . Mas o mesmo não poderia dizer para a sua mestra, que era mais frágil que um graveto seco. Nisto ele continuou tomando água, quase como se sentisse a necessidade de satisfazer a imensa sede que sentia.

- . . . - Ofegava com um ar pesado, como é que uma pancada direta em ossos sem vida alguma poderiam doer tanto em sua alma ? Isto certamente não fazia sentido algum para Rider naquele momento.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Sab Dez 09, 2017 10:38 pm

A fúria se tornou passageira, porém a força que depositei em meu punho fez com que a espada inteira explodisse em milhares de fragmentos pelo ar, em um som de explosivo médio. Era nítido minha força, era a verdade de que, eles também estavam atrás da Tríade e isso era algo que me agradava ouvir.

Certo. — Caminhei em direção ao homem jogado dentro da loja, estendendo a mão direita para ele, meu olhar tedioso ainda poderia irritar, mas aquela luta de fato não era nada além de um grande tédio para si mesma. — Eu não queria realmente te ferir. Mas vocês pareciam querer ferir David e, bem... Eu não sou uma camponesa, como pode ter visto.
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Dom Dez 10, 2017 12:53 am

Pelo visto, aquilo de alguma forma estava acabado e finalmente poderia relaxar um pouco apesar de observar aquela aproximação: Apesar do seu rosto esquelético ser inexpressivo, por dentro nutria um enorme desgosto por aquela serva. Definitivamente iria ter a sua vingança por sofrer tal humilhação por aquela criatura da qual sequer conseguia considerar mais como uma súdita sua . . . Mas por enquanto, teria que seguir aquele teatrinho se quisesse completar o que já havia planejado.


- Não, não é . . . Por mais que sua força seja sua maior arma, tome cuidado para ela não se transformar em sua pior fraqueza também. Isto é um conselho, e não uma ameaça. - Concluía ao apertar a mão dela, nisso continuou a falar enquanto voltava a se aproximar até Priscilla.- Pressuponho que David seja aquele homem ao qual encontramos mais cedo não é mesmo ? Se realmente os quer proteger, sugiro que os siga e garanta a segurança deles até nos reunirmos novamente . . . Eu ainda preciso ir para mais um lugar buscar outro aliado . . . Apesar de que agora esta aparência não vai ajudar muito.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Dom Dez 10, 2017 1:08 am

Encarei ele de cima a baixo, rosnei baixo enquanto joguei com certa força a mão dele para o lado após ele estar de pé. Dei um passo para frente enquanto peitava a criatura sem medo algum de sua aparência. — Não me desrespeite, homenzinho. — A altura dele era muito mais alta do que a minha, porém em questão de poder e força. Já vimos o que aconteceu.


Não sou empregada sua e muito menos segurança. — Acompanhei ele com o olhar, não iria abaixar a cabeça para aquele homem que achava conseguir mandar em todos naquele país, pelo que ele havia dito na hora da transformação. — Eu senti a energia próxima, eu senti que tem mais gente, inimigos e aliados. Eu não protegerei quem não pode se proteger sozinho. Meu escudo será erguido para aliados dignos e não lordes mimados.
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Dom Dez 10, 2017 1:29 am

- Em nenhum momento me lembro de ter pedido sua proteção.


Afirmava conforme prosseguia explicando pela segunda vez o que havia sugerido.


- E muito menos me recordo de lhe dar tal ordem. Eu sugeri uma ação da qual você pode tomar para começar a reunir aliados para esta guerra: É dever de um Imperador se preocupar com os seus aliados de guerra, por isso que estou prezando mais a segurança daquele homem do que com a minha própria vida neste momento. Você quer destruir a Tríade não é mesmo ? Ja estou lhe dando uma pista por onde você começa pois nesta guerra, minha querida **** . . . Só ira vencer usando a cabeça, e não os músculos.

O cranio que estava dividido ao meio praticamente começava a se regenerar aos poucos, aproveitava aquele momento para poder se recuperar um pouco enquanto seguia para o interior daquela loja de conveniência, vasculhando por comidas aos quais ingeria sem medir esforços.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Priscila S. Lincoln em Dom Dez 10, 2017 3:24 am

Eram dois cabeças duras, a garota respirou fundo enquanto se metia no meio deles antes de seu servo ir procurar por comida. Sorria de maneira gentil, o que poderia ser estranho para Rider, já que ela nunca sorria assim. — Tudo bem, o que você sugere que façamos? Alias, somos aliados, não é necessário ficar mandando ordens de um lado para o outro.
avatar
Priscila S. Lincoln

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
1000/2100  (1000/2100)
Guard Points:
35/35  (35/35)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Dom Dez 10, 2017 3:38 am

Senti meu sangue borbulhar mais uma vez, era a pior sensação e a melhor, a sensação de liberdade para fazer o que quiser, usar o que quiser. Em minha época, o único modo de se conquistar algo, era com a força, e como diria minha mestra, existe apenas um alfa em uma relação à dois. Tenho que garantir que o alfa sou eu e não o tal imperador. Enquanto ele se virava para buscar alimentos, eu não aguentei, ignorei por completa aquela mulher próxima a ele.

AAAAAAAAAAAAAH! GRRRR!!! — Gritei correndo em direção a ele, sentindo o vento tocar minha pele. Carreguei com a potência que tinha em meu ser o maior soco que já dei em alguém, mandando em direção às costas da criatura, bem atrás de onde fica seu coração.


D20+52 dano
D20+8+2 acerto
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Dom Dez 10, 2017 3:38 am

O membro 'Shield Maiden' realizou a seguinte ação: Rezem


'20' : 17, 17
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Dom Dez 10, 2017 4:00 am

A fome chegava com força naquele momento: o servo praticamente vasculhava a prateleira de carne e tentava comer algumas delas para poder saciar aquela fome horrível que sentia quando estava naquela forma: Porem, para a sua surpresa, acabou novamente ouvindo um grito bastante familiar da qual não conseguia suportar mais. Aquela jamanta era realmente um incomodo, nem sequer conseguia ter a sua refeição em paz, e tudo o que fez foi se mover para um dos lados em uma velocidade tão superior quanto a dela naquele momento - o que provavelmente a deixaria em choque, por conta de que alguns momentos atrás ela literalmente brincava com o Imperador. - e por fim virava o seu rosto para Priscilla com um certo ar de desapontamento pois sabia que aquilo não daria certo.


'' É Conselheira . . . Isso definitivamente não vai dar certo.'' - Era tudo que iria dizer para ela atraves por contato mental naquele instante, enquanto agora virava-se para a gigante e perguntava com aquela voz rouca e bestial. - Isso não vai provar ou levar a nada, vamos parar com essa bobagem logo. Você ta certa,
eu errado. Pronto, ja ouviu o que queria.

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Priscila S. Lincoln em Dom Dez 10, 2017 4:09 am

"Isso é uma perda de tempo". 

Pensou enquanto respirava fundo, sabia que ambos eram armas de elite, porém não poderiam conviver juntos, eram claramente como gato e cão, um perseguindo e atazanando o outro de certo modo. — Moça... Poderia se acalmar? Assim sobrará menos aliados para derrotar a Tríade. Alias, eles são muitos e à todo momento eles aumentam os números enquanto nós diminuímos. 
avatar
Priscila S. Lincoln

Mensagens : 13
Data de inscrição : 06/12/2017

ficha
Health Points:
230/230  (230/230)
Mana Points:
1000/2100  (1000/2100)
Guard Points:
35/35  (35/35)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ???! em Dom Dez 10, 2017 4:24 am

Uma musica estranha começou a ser ouvida pelos três presentes no lugar. Neve mais densa, mais colorida, colorida em rubro, uma cor tão chamativa que pode ser confundida com.. Não, não pode ser confundida, era realmente aquilo. Era sangue. Pedaços de sangue e o que pareciam ser pele, pedaços de peles no chão.

Priscila lentamente começa a desaparecer da frente de seu servo enquanto apenas ele e sua nova companheira poderiam ver o que estava vindo. Por alguns segundos, eles notavam o choro de uma, duas... Três.. Várias crianças, essas crianças, bebês, aterrorizavam choravam até se calarem uma após a outra. Este era o choro das vidas que aquela pessoa havia tirado? Uma mulher, trajando branco com a parte frontal manchada pelo vermelho daqueles sangues. 
Meu imperador, finalmente podemos ficar juntos novamente.Aquela voz horrorosa irritava o ouvido deles. Ela estava já vestida para o casamento, e quando menos se esperava, haviam diversas pessoas com rostos deformados, mortos, sentados como bonecos e o vermelho do sangue era o tapete que seguia até o altar. 
avatar
???!

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/12/2017

ficha
Health Points:
400/400  (400/400)
Mana Points:
1000/1000  (1000/1000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Dom Dez 10, 2017 4:34 am

A principio me irrite ainda mais, era nítido sentir, e, para eles, ver a veia pulsar em minha testa, essa veia apenas não estourou por ouvir as palavras seguintes do homem. Palavras seguraram meu pulso e me fizeram encara-lo por alguns segundos. Passei meus olhos por ele inteiro, e mesmo que na forma de um esqueleto que ainda poderia se alimentar sem jogar para fora o mesmo alimento, me aproximei dele novamente. A canhota passou em direção as costas do crânio enquanto puxava-o para perto de mim, selando os lábios aos dentes daquele ser.

Segundos duradouros, capazes de fazer-me sentir mudada, não apenas isso, diferente. O cenário mudou em minha mente, isso foi o que pensei, até notar que realmente estava em outro lugar. Aquele homem iria se casar? O que aconteceu com a sua companheira? Cerrei o pulso enquanto encarava-o com certa raiva.
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Dom Dez 10, 2017 3:56 pm

Aparentemente aquela situação já estava resolvida assim que aquela gigante se acalmou por uma segunda vez: Mesmo incerto com aquela inquietude dela que parecia estar analisando o Rider com uma certa ansiedade, já sabia aonde aquilo tudo poderia acabar indo . . . E isto acabou se concretizando ao notar ela o puxando com um dos braços na tentativa de lhe roubar um beijo - Apesar de que naquela forma, aonde tudo que lhe restava eram ossos podres e rachados, não dava pra dizer realmente que seu rosto possuía uma beleza exterior agradável o suficiente. O Czar acabou colocando a sua mão esquelética entre os rostos deles, evitando com aquele aquele ato se concluísse e logo em seguida acabou se afastando dela jogando o seu corpo para trás para desfazer do braço esquerdo dela.



- . . . Então todo aquele espancamento era uma forma de demonstrar afeto ? Tenho que admitir que essa foi a cantada mais agressiva que recebi até hoje de alguem.


Respondia em um tom seco e irônico com aquela voz bestial que assumia naquela forma, e demorou um pouco para cair a ficha que estava em um outro mundo agora. Por mais estranho que fosse, aquele servo realmente admirava a forma que aquele cenário era construído de acordo com o mundo interior daquela Noiva Cadáver, nisto ao ouvir as palavras dela - Sem reparar no olhar pistoleiro da sua companheira, claro. - acabou dando risada enquanto a encarava com aquela expressão inexpressiva que sempre estava em seu cranio quase-destruído.


- Lamento decepcionar demônio, mas eu já sou noivo de uma mulher muito mais bela, refinada e nobre do que você . . . E eu só tenho interesse nas mulheres de beleza unica ou que realmente provam o seu valor diante de minha presença Imperial. - Concluía e se preparava para o pior. Sabia que era a mesma criatura que tentou evitar algumas horas atrás e que certamente não deixaria algo assim passar.



_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ???! em Dom Dez 10, 2017 4:34 pm

Os convidados eram nitidamente mortos, sem olhos e com rastro de sangue em suas peles pálidas, demonstrando que após mortos foram conservados para aquele momento. Porém eles tinham algo em comum, seguiam um padrão. Um homem e uma mulher, um ao lado do outro. O homem com terno de diferentes cores, enquanto as mulheres estavam nuas, sim, elas estavam completamente nuas sem os olhos, mamilos e com a parte do estomago aberto.

Uma... Amante? — Ela ignorou a parte da esposa, notava-se que o clima escureceu, a lua desapareceu. Aquilo deixava claro que ela não estava muito feliz com a resposta do imperador, ainda mais depois dos beijos dele com aquela mulher.

Eu te perdoo, meu amor. Venha, vamos cuidar do nosso filho... — Colocou a mão em cima da barriga, era nítido que estava aberto, o feto não estava mais lá, o vestido manchado de vermelho enquanto ela parecia sorrir por baixo do véu que apenas mostrava os lábios da mulher.
avatar
???!

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/12/2017

ficha
Health Points:
400/400  (400/400)
Mana Points:
1000/1000  (1000/1000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Shield Maiden em Dom Dez 10, 2017 4:45 pm

Ter aquela mão esquelética tocando minha face, meus lábios, me deixou furiosa. Queria apenas provar algo, algo que seu interior parecia almejar, mas como sempre, era falha. Meus olhos começaram a tremer enquanto ergui o punho em direção ao esqueleto que estava conversando com a tal noiva cadáver. — THOOOOOOOOOR!!!! — Eletricidade correu por meu punho direito, indo em direção ao crânio do homem. Usando a mesma eletricidade, peguei impulso para ir em direção a tal noiva.


OOOOODIIIIN!!! — Com a mão oposta ao primeiro golpe, levei a mão em direção ao rosto dela, afim de pelo menos joga-la longe.

2D20+17+2 acerto
2D20+26 dano
(primeiros dados para Rider os segundos para noiva).
avatar
Shield Maiden

Mensagens : 17
Data de inscrição : 08/12/2017

ficha
Health Points:
228/240  (228/240)
Mana Points:
1450/2000  (1450/2000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Dom Dez 10, 2017 4:45 pm

O membro 'Shield Maiden' realizou a seguinte ação: Rezem


#1 '20' : 16, 12

--------------------------------

#2 '20' : 4, 4
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ''Motherland'' Emperor em Dom Dez 10, 2017 5:23 pm

Ao notar aquela alteração repentina do cenário ao ouvir as palavras de decepção da noiva, era evidente que ela não estaria contente com aquilo: Mas para aquele homem, tudo isso era um reflexo de seu dia a dia constante . . . Porem, sua mente parou de funcionar ao sentir uma mão pesada e muito familiar ( Tipo, TODA HORA ESSA PORRA ) em seu rosto - O que acabou por fim, resultando em seu maxilar inferior voar para aquele solo repugnante que estava ''decorado'' com o sangue das vitimas daquele demonio.
O imperador não havia se mexido e muito menos falaria algo . . . Mas agora era evidente que uma aura nobre porem amedrontante começava a percorrer em seu corpo: Sua paciência já estava no limite, não suportava mais aquela atitude da gigante e muito menos daquela besta fantasmal que insistia em o perseguir com aquelas baboseiras.



- . . . Desgraçadas . . . VADIAS . . . PUTAS . . . GRRRRRRRR ESTOU DE SACO CHEIO DESTE DESRESPEITO À MINHA COROA ! EU SOU O IMPERADOR, EU EXIJO RESPEITO ! - Nisso acabou correndo em uma velocidade ainda maior do que já havia demonstrado antes em direção a noiva e tentou a agarrar com força - Quase como se quisesse tentar a imobilizar devido a fúria que sentia, com o seu maxilar inferior novamente reconstruído graças a um estranho poder regenerativo, desferia uma mordida brutal no pescoço daquela criatura aonde tentaria arrancar um pedaço de seu pescoço.- COMEÇANDO POR VOCÊ QUE OUSOU DESRESPEITAR MEU FALECIDO FILHO . . . EU NÃO TIVE CULPA . . .  VOCÊS TIVERAM CULPA ! VOCÊS !


Com o inicio de seus surtos psicológicos, era questão de tempo até que se descontrolasse cada vez mais . . . Agora por quanto tempo isto duraria ? Era difícil dizer.

Valores mecanicos:
Agarrão na Noiva = 15
Acerto Mordida = 30
Dano Mordida (  full lixo ) = 19.
Hp regen do NP effect 1 = 6
Hp regen do I.P = 10 ( 6 + 4 )

Dano total recebido: 38 + 53 ( Cost para usar I.P )

_________________
avatar
''Motherland'' Emperor

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/11/2017

ficha
Health Points:
360/360  (360/360)
Mana Points:
0/0  (0/0)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por ???! em Dom Dez 10, 2017 5:32 pm

Esquiva
D20+7
avatar
???!

Mensagens : 20
Data de inscrição : 01/12/2017

ficha
Health Points:
400/400  (400/400)
Mana Points:
1000/1000  (1000/1000)
Guard Points:
120/120  (120/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Admin em Dom Dez 10, 2017 5:32 pm

O membro '???!' realizou a seguinte ação: Rezem


'20' : 18
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 125
Data de inscrição : 25/09/2017

ficha
Health Points:
9/9  (9/9)
Mana Points:
9/9  (9/9)
Guard Points:
9/9  (9/9)

Ver perfil do usuário http://fate-servus.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rua Vermelha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum